Omega Energia agora é Serena. 15 anos de história, agora em uma nova jornada. Saiba Mais

Home / Blog /

7 práticas essenciais para uma boa otimização de recursos

7 práticas essenciais para uma boa otimização de recursos

7 práticas essenciais para uma boa otimização de recursos

Toda empresa que pretende atingir bons resultados e se tornar mais competitiva precisa estabelecer metas com planejamentos sólidos. Isso envolve estratégias competentes de marketing digital, uma equipe comercial capacitada e treinamentos periódicos dos colaboradores. É necessário, ainda, elaborar uma gestão eficaz voltada para as melhores formas de como fazer otimização de recursos para que as finanças se mantenham sempre em alta.

Pensando em tudo isso, preparamos este post para levar até você noções claras sobre a importância dessas práticas dentro de uma organização. Selecionamos algumas delas e esperamos que essas dicas de otimização de recursos sirvam como apoio para tornar a visibilidade da sua empresa cada vez melhor. Confira!

O que é otimização de recursos?

Antes de partir para a descrição das práticas, vamos explicar o que é a otimização de recursos. Basicamente, é a maximização da produção de uma empresa. Isso significa o uso dos recursos físicos, financeiros e humanos de forma correta, visando à redução das perdas durante os processos.

Com a implementação das ações de otimização de recursos empresariais, teremos a diminuição dos custos relativos a eles. Assim, teremos uma melhoria do desempenho geral, resultando no aumento da eficiência das operações.

A disputa no mercado está cada dia mais acirrada, exigindo verdadeiros malabarismos estratégicos para garantir um espaço no setor de comércio de serviços e produtos. Sendo assim, é fundamental aperfeiçoar a performance relativa às despesas e aos processos, a fim de se posicionar sempre um passo à frente dos concorrentes.

Em meio a isso, é essencial levar em conta o contexto econômico no qual a sua empresa está estabelecida e se preparar para eventuais situações de crise. Só assim é possível manter o funcionamento do negócio de forma satisfatória.

Como fazer a otimização de recursos?

De maneira mais prática e direta, existem algumas ações básicas que as empresas devem implementar, desde o início de suas trajetórias, para ganhar espaço no mercado com mais segurança e solidez. Confira 6 dessas práticas mais recomendadas.

1. Invista em treinamentos

Motivar a equipe por meio de treinamentos relevantes e capacitação pessoal é importante para manter os colaboradores mais engajados. Esse tipo de iniciativa costuma demonstrar reconhecimento aos profissionais, o que estimula uma dedicação cada vez maior.

Quando se tem a oportunidade de trabalhar com motivação, a produtividade aumenta — gerando melhores resultados para a empresa. Desta forma, colocamos a organização em destaque perante os concorrentes.

No entanto, é importante entender que o investimento na capacitação dos colaboradores não pode ser visto como um gasto e sim, como um investimento. Os benefícios decorrentes dessa aposta podem refletir na otimização dos processos, na atração e na retenção de talentos, além de serem uma vantagem competitiva.

Quanto mais preparo seus profissionais tiverem, menos tempo eles levarão para executarem as funções do dia a dia. Pessoas que trabalham totalmente desmotivadas acabam custando mais para as organizações — sem falar que esse tipo de despesa pode ser difícil de identificar e, por consequência, de solucionar.

2. Promova uma atmosfera motivacional

Outra maneira eficiente de reduzir custos na empresa é procurar formas de tornar o ambiente de trabalho agradável. É importante saber mediar conflitos, mantendo um bom entendimento entre as equipes. Assim, as pessoas se sentem mais à vontade no lugar onde passam a maior parte do dia.

É necessário desenvolver líderes habilidosos, implementar planos de carreira e processos seletivos internos como soluções para reforçar uma cultura empresarial voltada para o bem-estar de todos que se dedicam à empresa.

3. Otimize os processos

A otimização de processos é mais um dos pontos fundamentais para que as empresas consigam evitar ou cortar gastos e desperdícios desnecessários. Para isso, é preciso que os setores organizem todas as etapas de suas atividades e que cada colaborador compreenda exatamente quais são as atribuições de seus cargos.

Isso é importante para estabelecer um controle de tudo o que é possível realizar ao longo das horas trabalhadas. Dessa forma, torna-se mais viável reduzir horas extras, já que todos serão capazes de aproveitar melhor o tempo normal de trabalho, evitando estender o turno além do horário.

Ao identificar os problemas e suas causas, o gestor consegue obter informações mais detalhadas sobre os processos mais problemáticos, que demandam um aprimoramento mais cuidadoso e, a partir disso, providenciar o que for necessário.

Um custo alto de frete, por exemplo, pode estar atrelado a gasto excessivo de combustível, contrato mal elaborado, rotas erradas e veículos ociosos. Depois de identificar quais dos fatores podem estar interferindo nos gastos, fica mais fácil tomar ações que melhorem a metodologia do trabalho.

4. Opte pelo Mercado Livre de Energia

É importante encontrar meios de entender como é possível economizar mais com energia elétrica na indústria. Para tanto, uma boa forma de solucionar essa questão é recorrendo ao Mercado Livre de Energia, no qual a empresa contrata energia para abastecer sua indústria com preços e condições negociadas de maneira bilateral, diretamente com a empresa geradora, com a Serena Energia.

Trata-se de uma forma de comprar energia diretamente de quem produz e, por isso, oferece muitas vantagens como flexibilidade de contratos, previsibilidade de gastos, diversificação da matriz energética etc.

Hoje, empresas que gastam mais de R$ 50 mil por mês podem contratar a Serena energia pelo Mercado Livre de Energia. Assim, elas conseguem pagar até 30% menos na conta de luz. É possível fazer uma simulação na plataforma digital da empresa para prever o quanto de economia pode ser feita a partir da migração para essa nova forma de contrato.

5. Faça um planejamento estratégico

Partindo de dados e análises, é preciso planejar de que forma a gestão de processos pode ser aplicada. Seu objetivo, portanto, é determinar os pontos que necessitam de melhoria, suas maiores dificuldades e as prioridades de mudanças para tornar o trabalho mais produtivo.

Um bom planejamento estratégico pautado em análises e diagnósticos de desempenho é essencial, já que abre caminhos para serem aplicadas as medidas necessárias nos pontos corretos. Isso garante economia de recursos, de esforços da equipe, de dinheiro e de tempo.

6. Crie metas

Independentemente da estratégia escolhida para o seu negócio, é necessário criar metas para definir um caminho rumo ao objetivo traçado. Pouco adianta saber qual é a necessidade da otimização de recursos se nenhum dos colaboradores da equipe entende sua importância para os resultados da empresa. Sem saber disso, fica difícil ajudar a companhia a alcançar as metas.

É imprescindível que a gestão tenha clareza sobre essas metas, o que deve ser poupado e como alcançar esse patamar. Os objetivos traçados devem ser mensuráveis e acessíveis, sob pena de surtir o efeito contrário ao pretendido, os colaboradores podem se sentir incapazes por não atingir as expectativas da organização, tornando-se improdutivos e desestimulados. Portanto, é necessário que o gestor ou líder esteja atento ao seu time para reverter este cenário e conseguir atingir as metas estabelecidas, além de manter sua equipe motivada.

7. Avalie os benefícios ofertados pela empresa

Esses recursos também podem ser otimizados sem a necessidade de cortes. Um bom exemplo é o vale-transporte, que pode ser gerenciado com mais eficácia. Hoje, você pode contar com soluções especializadas, capazes de promover a redução desses custos, simplificando e implementando processos ágeis, com a possibilidade até de rastreamento do uso.

Os ganhos com a adoção dessas ferramentas incluem o controle do benefício, a redução da burocracia no processo e o controle individualizado mais prático, orientando os colaboradores de maneira eficiente.

Neste conteúdo, destacamos algumas práticas de otimização de recursos que podem ser adotadas na sua empresa a qualquer momento. Vale a pena elaborar um bom planejamento para que todos possam ter o exato senso de direção para aplicar as estratégias de forma direta, prática e sem enganos. Com isso, você chega muito mais perto da eficiência operacional que pode levar a sua organização a uma era de ações proativas. Assim, o seu diferencial tornará a sua marca mais visível e atrativa.

Gostou de saber mais sobre o assunto? Compartilhe este conteúdo com seus contatos nas redes sociais e amplie a discussão!

Últimos posts

Receba as  novidades da  Serena e do mercado de   energia!

Assine nossa newsletter