Omega Energia agora é Serena. 15 anos de história, agora em uma nova jornada. Saiba Mais

Home / Blog /

Trocar o fornecedor ou reduzir o consumo de energia?

Trocar o fornecedor ou reduzir o consumo de energia?

Confira uma série de dicas para te ajudar a entender se vale mais a pena reduzir o consumo ou apenas trocar de fornecedor e tomar a decisão mais vantajosa

Em ambientes corporativos, o uso de energia elétrica costuma gerar contas caras — tanto para o empreendimento quanto para o meio ambiente. Especialmente no verão, a demanda dos equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos costuma ser maior, por isso, é preciso se atentar a estratégias para reduzir o consumo de energia.

Nesse contexto, não é raro os gestores se perguntarem se vale a pena reduzir o consumo ou apenas trocar de fornecedor. Neste post, trouxemos uma série de dicas que vão ajudar você a entender melhor o assunto e tomar a decisão mais vantajosa. Confira!

Como reduzir o consumo de energia?

Se você já procurou dicas de como economizar energia elétrica no verão, certamente foi porque percebeu a subida na conta de luz da empresa, certo? A essa altura, você deve estar se perguntando quais são os meios para não ter que deixar de usar esse recurso sem ter que pagar tanto por ele.

Fique de olho em algumas dicas valiosas para reduzir o consumo de energia nas empresas:

Utilize energia fora dos horários de pico da tarifa

Embora muita gente não saiba, existe um horário de pico no consumo de energia que ocorre em intervalos variados conforme cada distribuidora. Esse é o intervalo em que as pessoas mais usam a rede, o que aumenta a demanda sobre o sistema e acaba elevando a tarifa de energia.

Uma estratégia inteligente é adaptar os horários de funcionamento da empresa para não precisar consumir tanto nesse período. Então, que tal encerrar o expediente uma hora mais cedo e reduzir os custos com consumo de energia?

Preveja o consumo de energia elétrica do seu negócio

Outra tática importante para reduzir a conta (e o consumo) é entender o perfil de consumo de energia elétrica da sua empresa. Assim, você consegue projetar uma previsão das contas com base no histórico da organização. Isso ajuda a estabelecer algumas estratégias para tentar mitigar os custos, como implementar mudanças estruturais — instalar lâmpadas com sensores de presença, por exemplo.

Além destas técnicas, ao projetar uma previsão do consumo de energia elétrica, a empresa tem maiores condições de realizar a contratação no Mercado Livre de Energia, em que as empresas podem contratar o serviço de acordo com a sua faixa de consumo. E nem precisa se preocupar, porque se houver excedentes, você pode optar por modelos flexíveis de contratação.

Envolva as pessoas

Caso a conta de luz continue alta mesmo com as medidas indicadas anteriormente, é válido criar um mecanismo para envolver as pessoas na eficiência energética da empresa. Como? Aqui vão duas ideias:

  • Estabeleça metas de corte: separe o consumo por setor e bonifique as equipes que baterem a meta.

  • Implemente o home office: faça com que cada setor trabalhe de casa pelo menos um dia da semana.

Dessa maneira, as pessoas conseguem se conscientizar sobre a importância de usar a eletricidade com consciência e podem, inclusive, levar esses novos hábitos para as suas casas.

Desligue os eletrônicos

Oriente as equipes a desligarem seus eletrônicos sempre que eles não estiverem sendo utilizados. Por exemplo:

  • Os monitores devem ser desativados automaticamente a partir de 15 minutos de inatividade;

  • Computadores devem ser desligados quando forem ficar pelo menos 1 hora sem utilização;

  • Televisores devem ser completamente desligados (e retirados da tomada) no fim do expediente;

  • Aparelhos de ar-condicionado devem ser revisados a cada 6 meses.

Qual é a melhor opção: reduzir o consumo de energia ou trocar de fornecedor?

Além das dicas que listamos, existe uma alternativa que vai representar ainda mais economia na sua conta de luz: trocar de fornecedor. Esta portabilidade ainda não é possível para todos os consumidores, iremos explicar mais abaixo quem pode ou não trocar de fornecedor, mas antes vamos analisar quais são as vantagens:

  • redução de custos;

  • sustentabilidade;

  • previsibilidade orçamentária;

  • vantagens contratuais;

  • planos que atendam as necessidades da empresa.

É possível reduzir o consumo de energia para aumentar a eficiência energética da empresa. Além das dicas que listamos, existe uma alternativa que vai representar ainda mais economia na sua conta de luz: trocar de fornecedor.

Primeiramente, é preciso entender que, no Brasil, o setor energético é dividido em dois tipos de contratação do serviço:

  • Ambiente de Contratação Livre (ACL) — negociação de energia no Mercado Livre de Energia, com preços competitivos e tarifas flexíveis.

O primeiro engloba a maioria das empresas, residências e demais consumidores. O segundo é um ambiente em expansão, mas que ainda está sujeito a diversas restrições. Por exemplo: sua empresa precisa demandar, no mínimo, 500 kW para ter acesso ao ACL com condições especiais.

Em outras palavras, significa dizer que quem não tem um alto consumo energético não consegue entrar nesse mercado — e fica à mercê do ambiente regulado.

Nesse caso, a melhor alternativa é apoiar o projeto de lei em tramitação no Senado, para a abertura do Mercado Livre de Energia — que vai dar acesso a esse mercado para todos os consumidores.

Como esse é um processo burocrático, já existem várias empresas especializadas que oferecem suporte para fazer essa migração. Então, se você acredita que pode recorrer a esse recurso, considere contar com o apoio de quem entende do assunto! 

Por exemplo, na plataforma digital da Serena, você consegue simular quanto a sua empresa irá economizar ao migrar para o Mercado Livre de Energia.

Qual é a importância de optar por fontes de energia sustentáveis?

Recorrer ao mercado de energia renovável é uma opção bastante atrativa para diminuir a conta de luz e aumentar a eficiência energética da sua empresa. Essas energias são limpas e mais sustentáveis. Isso significa dizer que geram menos desperdício, menos poluição e menos agressão ao meio ambiente.

A boa notícia é que, além de reduzir o consumo insustentável de energia elétrica, essa ainda é uma iniciativa que contribui para a melhoria da imagem organizacional — especialmente junto aos consumidores mais conscientes e que estão de olho nas questões ambientais.

Ao recorrer ao Mercado Livre de Energia, você conta com diversos fornecedores disponibilizando ofertas competitivas de fontes de energia limpas, renováveis e sustentáveis, como a energia solar, a eólica e a hídrica.

Ainda há um longo caminho a percorrer, mas existem alternativas viáveis para quem quer solucionar o problema do alto consumo energético. Para alguns, ainda se trata de adotar medidas internas que aumentem a eficiência do serviço; para outros, a saída é recorrer a novos fornecedores.

Se você gostou de saber como reduzir o consumo de energia, o que acha de entender mais sobre como a energia limpa é vantajosa para sua empresa e o meio ambiente?

Fique por dentro do mercado de energia e acompanhe o blog da Serena, Serena Talks.

Leia também:

Últimos posts

Receba as  novidades da  Serena e do mercado de   energia!

Assine nossa newsletter