Omega Energia agora é Serena. 15 anos de história, agora em uma nova jornada. Saiba Mais

Home / Blog /

O que é contrato de PPA? Entenda!

O que é contrato de PPA? Entenda!

Entenda o que é contrato de PPA!

Você sabe o que é PPA? Esse é um tipo de contrato que está se tornando cada vez mais popular entre as empresas, já que, entre as possibilidades que ele oferece, elas podem contratar energia por um preço mais acessível. Isso é feito por meio de um contrato com condições mais vantajosas.

O contrato PPA pode ser uma poderosa ferramenta para você manter suas contas equilibradas, garantir a sobrevivência e aumentar a competitividade da sua empresa.

Muitos negócios não conhecem esse instrumento e deixam de aproveitar os benefícios que ele oferece. Listamos, neste conteúdo, informações que explicam o conceito, o funcionamento, as categorias, a importância, como fazer PPA e mais. Acompanhe!

O que é PPA?

Power Purchase Agreement (PPA) consiste em um contrato de energia que é assinado por um comprador e o desenvolvedor do projeto. Nele, são negociadas condições como períodos de entrega da energia, preços, garantias, prazos de pagamento, entre outras questões. Esse acordo é de longa duração e tem um preço fixo. Normalmente, o objetivo do PPA é a compra e venda de energia limpa. Por outro lado, este compromisso possibilita que o produtor de energia faça parcerias para ter o financiamento necessário para realizar o projeto.

A negociação ainda pode envolver certificados de origem, ou seja, a venda de “RECs” (Renewable Energy Certificate ou Certificados de Energia Renovável, em português). RECs são instrumentos de mercado que representam o direito a benefícios sociais e ambientais das fontes que geram energia renovável.

Como funciona o PPA?

O PPA contém diferentes tópicos relevantes. Entenda os principais deles.

Prazos

Trata-se do período acordado entre as partes, em que o gerador assume o compromisso de registrar a energia para o comprador. Esse prazo costuma ser fixo, mas pode estar sujeito a prorrogações.

Partes

Envolvem o vendedor – que pode ser uma comercializadora, geradora ou um ativo de energia elétrica (como os parques da Serena Energia) e a corporação que for compradora.

Volume

É a quantidade de energia elétrica acordada. Esse volume será registrado a favor do comprador no sistema da CCEE.

Preço

Tópico que traz o valor a ser pago pela eletricidade que será gerada durante a vigência do contrato PPA.

Certificação de energia renovável

Consiste na transferência dos certificados que comprovam que a eletricidade tem origem de uma fonte renovável.

Por que o contrato PPA é importante?

Contratos de PPA trazem um amplo rol de vantagens para o consumidor da energia, como:

  • O produto será adaptado conforme o perfil do cliente;
  • É possível obter energia por um preço mais acessível, previsível e estável;
  • Há viabilização de investimentos em novos ativos renováveis — o que diminui continuamente o consumo de energia e poluição;
  • A empresa consegue fazer um marketing verde, que consiste em divulgar suas medidas sustentáveis para melhorar a imagem no mercado.

Segurança de preços

A energia hidrelétrica é predominante e bastante desenvolvida no Brasil, o que faz com que o país fique muito dependente de chuvas. No entanto, nos últimos anos houve uma impactante mudança no regime de chuvas devido às mudanças climáticas e impactos ambientais. Segundo o Painel brasileiro de Mudanças Climáticas (PBMC), por exemplo, as chuvas diminuirão de 10% a 45%, dependendo da região do Brasil.

Essa redução de chuva tem afetado diretamente a geração de energia do sistema, ocasionando quedas e mudanças constantes nos preços. O melhor jeito de fugir da volatilidade dos preços é optando pelos contratos de longo prazo, o que é conseguido por meio de um contrato PPA.

COP-26

Esse tipo de contrato conquistou mais relevância nos últimos anos pelo acordo COP-26, firmado na Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2021.

Esse acordo climático internacional faz referência explícita ao limite no uso de carvão, sendo que o Brasil deve reduzir em 50% as emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) até 2030 e alcançar a Neutralidade de Carbono até 2050.

Como fazer PPA?

Um contrato PPA é elaborado de forma idêntica a um contrato de compra e venda de energia elétrica padrão. Ele deve ter elementos como descrição das partes, definições do negócio, objeto, prazo de duração, o registro da energia contratada, preços e eventuais reajustes, faturamento, forma de pagamento, garantias, o que fazer em situações de caso fortuito ou força maior, entre outros. A única diferença é que o PPA tende a ter uma validade maior.

Qual é um case de sucesso de PPA?

Um grande exemplo de case de sucesso de PPA é o contrato de energia da Serena para a holandesa Heineken, uma das maiores cervejarias do mundo. Esse é um dos mais importantes contratos de longo prazo da Serena, que desenvolve novos projetos e implementa ativos renováveis do grupo.

Com esse novo acordo, a Serena fornecerá energia renovável durante 10 anos para quase toda produção da cervejaria no país. De forma geral, o acordo com a gigante Heineken é mais um projeto que objetiva expandir o consumo de energia renovável no Brasil e contribuir significativamente na diminuição da emissão de cerca de 270.000 toneladas de CO2 na atmosfera.

A iniciativa tem ainda os selos I-REC (International Renewable Certificates) dos parques de energia renovável, o que possibilita que a Heineken abata das emissões para aquisição de energia (Escopo 2 do GHG Protocol).

Tal acordo também marca o contínuo investimento da Serena na região Nordeste. Essa parceria consistirá na implementação de parques na região, para o fornecimento de energia renovável que atenderá integralmente o consumo de 17 plantas da cervejaria Heineken existentes no país.

Ao anunciar esse contrato, a Serena mostra que está sempre pronta para gerar cada vez mais valor a seus clientes, bem como se reafirmar como uma parceira essencial para a atuação sustentável dos seus parceiros comerciais, alinhando-os aos critérios de ESG que são mais valorizados no mundo com o transcorrer do tempo.

Veja o que diz Fabiana Polido, diretora comercial da Serena, sobre o assunto: “A estratégia global da Heineken mostra como é importante fechar parcerias de valor no Brasil, e estamos orgulhosos de fechar mais um grande projeto para uma companhia tão consciente da importância da energia limpa e renovável para suas atividades”. Ela ainda afirma que: “Com esse contrato, mostramos que estamos sempre prontos para desenvolver soluções customizadas e inovadoras para os nossos clientes e ajudar a construir uma sociedade com energia limpa, sustentável e competitiva”.

O Grupo Serena , fundado em 2008, já nasceu renovável e hoje é o maior do Brasil em quantidade de ativos renováveis. A Serena é detentora da primeira plataforma 100% digital de aquisição de energia limpa e é a principal referência em ESG no setor, pois conta com projetos estruturantes na preservação do meio ambiente, de aprimoramentos sociais e educacionais nas regiões que opera.

Presente em sete estados brasileiros, tem uma capacidade instalada de 1.869 MW, equivalente a energia consumida por aproximadamente 3,8 milhões de residências. Sua sede está em São Paulo e tem mais de 200 co-empreendedores presentes em todo o país, que trabalham com o objetivo de transformar o mundo por meio da energia limpa, barata e simples.

Como se não bastasse, ela tem atuação em todos os submercados de energia e atua desde o desenvolvimento dos projetos, geração de energia até a comercialização. Firmar um PPA é vantajoso para ambas as partes: o consumidor e o desenvolvedor.

Gostou de saber mais sobre o assunto? Compartilhe este material nas redes sociais e amplie a rede de discussão!

Últimos posts

Receba as  novidades da  Serena e do mercado de   energia!

Assine nossa newsletter