Omega Energia agora é Serena. 15 anos de história, agora em uma nova jornada. Saiba Mais

Home / Blog /

Energia limpa no Nordeste: por que cresce tanto?

Energia limpa no Nordeste: por que cresce tanto?

Energia limpa no Nordeste: por que cresce tanto?

Longos períodos de sol, ventos fortes e constantes, e barateamento das tecnologias para geração de eletricidade renovável no Nordeste foram apenas alguns dos fatores que impulsionaram a região como potencial geradora de eletricidade renovável no Brasil. O resultado é o crescimento exponencial da produção.

Em um momento onde a geração de energia limpa é tão importante e que existem motivos palpáveis para estimular cada vez mais a abertura do mercado de eletricidade no país, conhecer as principais fontes e regiões com capacidade para suprir a demanda é crucial. Continue a leitura e saiba por que a energia limpa cresce tanto no Nordeste!

O que é energia limpa?

Energia limpa é toda aquela eletricidade renovável produzida a partir de fontes que não emitem Gases de Efeito Estufa. Esses gases são prejudicais a vida na terra por alterar os padrões climáticos da atmosfera.  

Podemos dizer que a energia renovável é menos prejudicial ao meio ambiente, e que os recursos que servem como matéria-prima são reabastecidos automaticamente pela natureza.

Quais são os principais tipos de energia limpa?

Agora que você já sabe que energia limpa, chegou a hora de conhecer os diferentes tipos existentes.

Eólica

A energia eólica tem o vento como matéria-prima, outro recurso inesgotável e que não gera danos ambientais. Nesse caso, as hélices instaladas nas turbinas são movidas com a força dos ventos e transformam energia mecânica da sua rotação em energia elétrica.

Hidráulica

Energia hidráulica é aquela que é produzida a partir do movimento das águas. A sua forma de captação é a mesma da energia eólica: a força do deslocamento da água produz eletricidade porque movimenta turbinas específicas para essa finalidade.

Solar

A energia solar é uma das mais populares entre as residências e empresas. Isso se deve ao fato de o recurso estar amplamente disponível. A eletricidade é gerada pelos raios do sol que transferem sua energia aos painéis solares, e esse é um processo não poluente — o que se torna um fator bastante atrativo. Além disso, as centrais de produção desse tipo de energia não demandam manutenções muito complexas, nem emitem gases de efeito estufa.

Biocombustíveis

Os biocombustíveis também estão entre os tipos de energia limpa. Eles são produzidos com matéria orgânica aproveitando os resíduos sólidos e diminuindo o desperdício de materiais. Não produzem carbono e ainda têm uma vasta aplicação, como substitutos dos combustíveis fósseis.  

Por que o uso da energia limpa tem crescido tanto no Nordeste?

A região Nordeste do país vem se destacando pela alta produção de energia eólica e solar, dois sistemas de energia limpa bastante promissores.

A região já é bastante conhecida por atrair turistas durante todo o ano em função da sua contínua incidência de sol. Acontece que, além de aproveitá-lo nas praias, os investidores também o estão transformando em fonte de energia limpa no Nordeste.

Seja por meio de células fotovoltaicas, seja pela instalação das turbinas eólicas, a região vem batendo recordes de geração de energia, capaz de abastecer boas fatias da demanda local. De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS):

O terceiro recorde de média do mês ocorreu no dia 21 de julho, quando o ONS identificou a marca inédita de 11.094MW, valor capaz de atender quase 100% da demanda da região geradora de energia limpa no Nordeste.

Quer saber o porquê de tanto sucesso? Continue a leitura:

Crise hídrica mais intensa

Com a crise hídrica atingindo o país, o sistema de geração de energia elétrica não pode mais ficar refém da disponibilidade de água. As chuvas variam muito a cada ano e podem apresentar longos períodos de baixa, especialmente em função das mudanças climáticas.

Vocação renovável

A abundância dos recursos em questão são os principais motivos que fazem o Nordeste ser um potente produtor de energia elétrica. Embora tenha essa enorme capacidade de produção, a energia gerada na região ainda não pode ser eficientemente compartilhada com o restante do país.

Como investir em energia limpa no Brasil?

Você deve estar se perguntando como, afinal, pode investir em energia limpa e contribuir para a sustentabilidade do planeta, ao mesmo tempo que garante o suprimento energético no país, certo? O primeiro passo para fazer isso é apoiar a abertura do Mercado Livre de Energia.

Essa é uma possibilidade já existente para os grandes consumidores de energia, que podem escolher seus próprios fornecedores e recorrer tanto a fontes de energia limpa quanto a custos mais atrativos pelo serviço. Os consumidores menores, no entanto, não têm essa opção.

Depois disso, é preciso avaliar as propostas apresentadas pelos fornecedores locais, comparando os pacotes de serviços, as fontes de geração de energia, a infraestrutura, a capacidade de fornecimento e, é claro, os preços. Só então você poderá recorrer a um serviço que atenda às suas necessidades de maneira satisfatória.

Agora que você já entendeu mais sobre o fornecimento de energia limpa no Nordeste, que tal fazer sua própria cotação? Calcule sua economia!

Últimos posts

Receba as  novidades da  Serena e do mercado de   energia!

Assine nossa newsletter